Receita de Hamburguer de Ervilha com Curry

As ervilhas são saborosas enriquecem diversos pratos, é repleta de nutrientes, é rica em carboidratos, fibras e proteínas. E que tal um hambúrguer com esse grãozinho poderoso?

Ingredientes

  • 3 xícaras (chá) de Ervilha Inteira PAIOL – cozida.
  • 1 colher (sopa) de Salsa Flocos VITACOOK.
  • 30g de Cebola Granulada VITACOOK.
  • 1 pitada de Curry Indiano VITACOOK.
  • 10g de Alho Granulado VITACOOK.
  • 1 colher (sopa) de Hortelã PAIOL.
  • 1 colher (sopa) de Amido Milho PAIOL.
  • Sal
  • Pimenta do Reino Moída Pura VITACOOK a gosto.
  • Tomate em rodelas
  • Alface

Modo de preparo

  • Misture todos os ingredientes e passe pelo moedor ou triturador.
  • Refrigere por duas horas para adquirir consistência.
  • Modele os hambúrgueres e aqueça um fio de azeite em um frigideira antiaderente.
  • Doure o hambúrguer dos dois lados.
  • Sirva com pão de sua preferência.

Juntos os amigos no final de semana e façam uma rodada de hambúrguer, saudável, nutritivo e saboroso. Acesse nossa loja virtual https://www.paiolprodutosnaturais.com.br/ e encontre todos os ingredientes para sua receita.

Acrescente mais sabor à suas receitas

Para quem gosta de se aventurar na cozinha, existe uma diversidade de temperos e especiarias que podem garantir que às suas receitas tenham mais sabor. Os temperos podem dar aquele toque que faltava na sua receita, além de realçar os sabores e dar mais aroma às comidas, também pode trazer benefícios à saúde.

Quer mais saúde e sabor em seus pratos? Separamos para você alguns temperos para diversificar na hora das suas preparações.

Tempero Beef Ribs: é o tempero perfeito para saborizar suas carnes, deixando sua preparação com um sabor marcante e aroma diferenciado.

Lemon Herbs: saboroso e perfeito para uma alimentação saudável, vai transformar o seu prato numa iguaria. Combina com peixes, aves, legumes e saladas.

Pimenta Branca: a pimenta branca tem um sabor mais suave que a pimenta preta e é muito utilizada para finalizar pratos. Vai bem com receitas salgadas, com purês, ovos e molho branco. Além disso, pode ser usada para saborizar vegetais.

Alho em Pó: o alho em pó é um curinga para a cozinha vegana, é prático e realça o sabor de muitas receitas vegetais sem destacar demais a presença do alho. Pode ser acrescentado em receitas de queijo vegetal, mix de farinhas para temperar vegetais empanados, funciona como um realçador natural de sabor.

Curry: se você pretende dar um resultado delicado, suave e, mesmo assim, exótico, dê cor aos teus pratos usando um pouquinho de curry. Pode ser usado no arroz, na sopa e legumes salteados que o resultado é sempre bom o bonito.

Páprica: a páprica é um tempero versátil que vai bem com todo tipo de carnes assadas, peixe, sopas, com batatas e vegetais e onde mais sua imaginação alcançar. Além disso, é rica em vitamina A, vitaminas do complexo B, e Ferro. Há três tipos de páprica: defumada, doce e picante. Experimente para decidir qual é a de sua preferência.

Pimenta Rosa: a pimenta rosa é mais suave e adocicada que outros tipos de pimenta, é a combinação perfeita para carnes, grelhados, pratos doces e até mesmo drinks como o famoso Gin. Sem exageros, ela não esconde o gosto dos outros alimentos. Além de ser um alimento versátil, também traz benefícios a saúde, pois, contém fibras, vitaminas A, C, E e do complexo B, e sais minerais, como cálcio e ferro.

Os temperos vão conferir sabor e tornar suas preparações mais completas e nutritivas. Acesse nosso site e garanta os seus temperos https://www.paiolprodutosnaturais.com.br/.

Você sabia que 50g de goji berry possui 1g de vitamina C?

O goji berry é uma fruta que se destaca por ser rica em vitamina C, além disso, contém vitaminas B1, B2 e B3. Devido a quantidade de vitaminas presentes nessa fruta, é uma excelente aliada para fortalecer o seu sistema imunológico.

É uma excelente fonte de fibras, tem ação antioxidante e anti-inflamatória, possui poucas calorias, auxilia na digestão e aumenta a sensação de saciedade por causa das fibras que essa frutinha contém.

E os benefícios dela não param por aqui, além de auxiliar no fortalecimento da imunidade, e na perda de peso, também previne o envelhecimento precoce, devido a vitamina C que colabora com a formação de colágeno e auxilia firmeza e elasticidade da pele, o que diminui as rugas e linhas de expressão.

Viu como essa frutinha é poderosa? Pode ser consumida de diversas maneiras, como em cápsulas, fresca ou desidratada. Que tal incluir o goji berry na sua rotina e na dieta? Vamos deixar aqui algumas receitinhas simples e fáceis que você pode fazer em casa.

Receitas com goji berry

Suco de goji berry

Ingredientes
3 colheres de sopa de Goji Berry Paiol.
1/2 copo de suco de laranja natural

Modo de preparo
1. Em um copo, coloque o suco de laranja e o goji berry.
2. Deixe descansar por pelo menos dez minutos.
3. Coloque no liquidificador
4. Sirva em seguida.

Pode ser consumido em qualquer hora do dia. E para se refrescar em dias quentes sirva com bastante gelo.

Geleia de goji berry

Ingredientes
250ml de água
5 colheres de sopa de Goji Berry Paiol.
2 colheres de sopa de Adoçante Sacarina Culinária Stevia LOWÇUCAR
1 colher de sopa Chia Semente PAIOL.

Modo de preparo
1. Em um recipiente, coloque a goji berry e cubra com àgua.
2. Deixe Hidratando por pelo menos quinze minutos.
3. Coloque em uma panela e acrescente o adoçante e os 250ml de água.
4. Cozinhe até a mistura atingir o ponto de geleia.

Que a geleia tem gostinho de café da manhã todos sabem, mas ela combina com outras refeições como o lanchinho da tarde com pães, torradas, como recheios de bolos e doces, ou no que sua imaginação mandar.

Você sabe quais são os adoçantes artificias ou naturais?

Os adoçantes são naturais ou artificiais e apresentam um sabor doce.

Dentre os adoçantes artificiais temos o aspartame, a sacarina, o ciclamato, e sucralose.

Sacarina: É o mais antigo dos adoçantes, porém deixa sabor residual na boa.
Ciclamato: É bastante utilizado em alimentos, mas é proibido em alguns países por não haver estudos conclusivos sobre seus efeitos nocivos.
Sucralose: É indicado para usar em altas temperaturas. É eliminado totalmente do organismo pela urina num prazo de 24 horas. Não produz cáries e reduz a produção de ácidos que as produzem.

Dentre os adoçantes naturais, os principais são:

adoçantes naturais

Stevia: É feito a partir da planta stevia e tem sabor parecido com o açúcar. Ele não é metabolizado pelo organismo, não possui calorias e pode ser consumido por qualquer pessoa.
Xilitol: É natural da fibra de vegetais como o milho, ameixa, framboesa e alguns tipos de cogumelos. Tem alto poder de adoçar alimentos e bebidas, mas possui calorias.
Açúcar de Maçã: O açúcar de maçã possui elevado teor de fibras (cinco colheres de sopa fornecem 100% do valor diário necessário para uma vida saudável). Isso faz com que a sua absorção pelo organismo seja mais lenta, conferindo menor índice glicêmico (apenas 35) em relação ao açúcar refinado. A título de comparação, o açúcar de maçã possui o mesmo índice glicêmico do açúcar de coco, porém é menos calórico que adoçantes naturais como o xilitol. Contém apenas 16 calorias por colher de sopa. Por isso, o açúcar de maçã é considerado seguro para diabéticos. Ele é 100% natural, livre de químicas e não contem malto dextrina.
Eritritol: Com praticamente nenhuma caloria, ausência de efeitos colaterais e índice glicêmico igual a zero, o eritritol tem ganhado destaque no mercado de adoçantes naturais.
Açúcar de coco: Cada colher de sopa de açúcar de coco possui por 45 calorias. Esse açúcar apresenta um índice glicêmico baixo e, além disso, também é fonte de antioxidantes, ferro, zinco, cálcio, potássio e fósforo. Diabéticos também não devem fazer uso do açúcar de coco em grande quantidade.

É importante se atentar para o rótulo dos adoçantes, pois é comum os fabricantes fazerem misturas de adoçantes naturais e artificiais para baixar o custo.

É prejudicial consumir gordura?

Não. A gordura é tão necessária à nossa alimentação como as proteínas e carboidratos. Você só precisa escolher gorduras boas, extraídas de forma que percam o mínimo possível de seus nutrientes e não acrescente componentes prejudiciais à saúde.

O óleo vegetal prensado a frio é aquele obtido pelo esmagamento de sementes ou amêndoas sem a aplicação de calor ou solventes químicos (principalmente o hexano, derivado do petróleo). Por serem extraídos a frio e sem refino químico, preservam os nutrientes, a cor, aroma e sabor característicos das sementes.

É recomendável usar pelo menos 1 colher de sopa por dia, para usufruir de seus benefícios. Pode usar na salada, na finalização dos pratos tanto doces quanto salgados. Pode até consumir puro.

Alguns são indicados para tratamento da pele e dos cabelos. O óleo de girassol é usado no tratamento de escaras e outras feridas.

Veja os principais benefícios dos óleos prensados a frio:

Os óleos de castanha-do-pará, de amêndoa e de macadâmias são ricos em ômega. Melhor guardar na geladeira porque rancifica com facilidade.

https://www.paiolprodutosnaturais.com.br/produtos/bp.asp?busca=pazze&cond=

O óleo de abacate é bom para usar em pratos quentes porque seu ponto de fumaça é alto.

https://www.paiolprodutosnaturais.com.br/produtos/bp.asp?busca=%F3leo%20de%20abacate&cond=

O óleo de linhaça ajuda prevenir sintomas da menopausa e da TPM.

https://www.paiolprodutosnaturais.com.br/produtos/bp.asp?busca=%F3leo%20de%20linha%E7a&cond=

O óleo de coco costuma ser um dos mais recomendados porque além dos benefícios (fortalecimento do sistema imunológico, contribuição para a perda de peso, etc.). ele pode ser usado em pratos doces, salgados, nos cabelos, na pele e tem um ponto de fumaça idêntico ao do azeite virgem.

https://www.paiolprodutosnaturais.com.br/produtos/p.asp?id=887&produto=oleo-de-coco-vita-alimentos-500ml

O ponto de fumaça é determinado pelo momento em que o óleo atinge uma temperatura onde o glicerol se quebra e forma a acroleína (substância comprovadamente tóxica) e que, segundo estudos, tem associação com desenvolvimento de câncer.

Óleos comestíveis ou gorduras e seus pontos de fumaça:

  • Azeite virgem: 180°C
  • Azeite de oliva extravirgem: 160°C
  • Manteiga: 177°C
  • Óleo de coco: 177°C
  • Banha de porco: 182°C
  • Óleo de canola: 204°C
  • Óleo de girassol: 227°C
  • Óleo de palma: 232°C
  • Óleo de soja: 232°C
  • Óleo de abacate: 271°C